Monday, June 23, 2008

Ser padeira faz emagrecer

Trabalhar à noite, qual puta, faz bem. Antes de vir para esta terra do demónio, a semana passada, a minha balança marcava mais dois quilos que o normal, ganhos devido à minha alarvice popular de sardinhas, febras, xóriços e afins.
Ontem pesei-me numa farácia francesa (uhhghh) e mesmo vestida e de sapatolas, tinha perdido milagrosamente o peso excedentário.

Ora bem, uma pessoa se trabalha de noite, dorme de dia: se uma pessoa dormir ata às 6 da tarde (coisa que fiz hoje), só toma o pequeno almoço/almoço/lanche lá para as 6.30 ou 7 da tarde. São três refeições concentradas numa. Como uma pessoa tem de trabalhar às 10 da noite, janta prai às 8.30, mas como ainda não tem muita fome, come pouco. O pior é durante a noite, às 3 da manhâ, que dá a resminga da bifana. Um alimento dificil de consumir no meu local de trabalho. Assim, para combater o desejo de bácoro envolto em molhenga gordurosa, fuma-se um cigarrinho e bebe-se agua, que ajuda a passar o tempo.

Trabalhar de noite também ajuda a prevenir as doenças de pele. O lado negativo é que continuo branca como um lençol lavado com Blanka OxiAction.

Outra coisa positiva de laborar com a lua é que posso ver a repetição da Praça da Alegria, na RTP Internacional, actividade esta que alegra qualquer noite.

1 Comments:

Blogger Frederico said...

qualquer semelhança com o sexo e a cidade será mera coincidência?

14:13  

Post a Comment

<< Home